Por 50 votos a favor, 26 contra e uma abstenção, os senadores aprovaram o PLC 38/2017, a reforma de Temer que desmonta os direitos trabalhistas.


Por 50 votos a favor, 26 contra e uma abstenção, os senadores aprovaram o PLC 38/2017, a reforma que desmonta os direitos trabalhistas, proposta por Temer com apoio de banqueiros, maus empresários, ruralistas e industriários. Abaixo você tem o nome dos senadores que votaram a favor da reforma e traíram seus interesses.
Veja todos os senadores traidores
DEM
Davi Alcolumbre (AP)
José Agripino (RN)
Ronaldo Caiado (GO)
PMDB
Airton Sandoval (SP)
Dário Berger (SC)
Edison Lobão (MA)
Elmano Férrer (PI)
Eunício Oliveira (CE)
Garibaldi Alves Filho (RN)
Jader Barbalho (PA)
João Alberto Souza (MA)
José Maranhão (PB)
Marta Suplicy (SP)
Raimundo Lira (PB)
Romero Jucá (RR)
Rose de Freitas (ES)
Simone Tebet (MS)
Valdir Raupp (RO)
Waldemir Moka (MS)
Zeze Perrella (MG)
PP
Ana Amélia (RS)
Benedito de Lira (AL)
Ciro Nogueira (PI)
Gladson Cameli (AC)
Ivo Cassol (RO)
Roberto Muniz (BA)
Wilder Morais (GO)
PPS
Cristovam Buarque (DF)
PRB
Eduardo Lopes (RJ)
PR
Cidinho Santos (MT)
Magno Malta (ES)
Vicentinho Alves (TO)
Wellington Fagundes (MT)
PSB
Fernando Bezerra Coelho (PE)
Roberto Rocha (MA)
PSC
Pedro Chaves (MS)
PSDB
Aécio Neves (MG)
Antonio Anastasia (MG)
Ataídes Oliveira (TO)
Cássio Cunha Lima (PB)
Dalirio Beber (SC)
Flexa Ribeiro (PA)
José Serra (SP)
Paulo Bauer (SC)
Ricardo Ferraço (ES)
Tasso Jereissati (CE)
PSD
José Medeiros (MT)
Lasier Martins (RS)
Omar Aziz (AM)
Sérgio Petecão (AC)
PTB
Armando Monteiro (PE)