A categoria bancária terá este ano reajuste de 10,97% sobre salários, VA e VR, sobre as parcelas fixa e adicional e teto da PLR e demais verbas (13ª cesta, auxílio creche/babá, vale transporte, auxílio-funeral, requalificação profissional, entre outras). O reajuste corresponde à reposição da inflação (INPC entre 1º de setembro de 2020 e 31 de agosto de 2021) mais aumento real de 0,5%.

Com isso, a categoria bancária será uma das poucas no Brasil a conquistar reajuste acima da inflação este ano. Segundo dados do Ministério do Trabalho compilados pelo Dieese, até julho de 2021, apenas 17,5% das negociações foram acima do INPC, 32,2% iguais ao INPC e 50,3% abaixo do INPC.

Isso demonstra que fomos muito certeiros ao fechar um acordo de dois anos na nossa Campanha do ano passado. Assim, garantimos todos os direitos da nossa Convenção Coletiva de Trabalho até 31 de agosto de 2022; conquistamos 1,5% de reajuste mais abono de R$ 2 mil em 2020, e ainda deixamos acertada para este ano a reposição das perdas com a inflação e aumento real. Conseguimos dessa forma avanços nas cláusulas econômicas e também a manutenção de todos os nossos direitos, num momento extremamente desfavorável aos trabalhadores, com crise econômica, desemprego e ataques a direitos promovidos pelo governo federal e a bancada governista do Congresso Nacional”, ressalta a presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, Ivone Silva, uma das coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários, que representa a categoria na mesa de negociação com a Fenaban (Federação dos Bancos).
Ivone lembra ainda que com as conquistas garantidas este ano, os bancários podem somar forças com outras categorias para lutar contra os desmontes. “Realizamos no final de agosto a nossa 23ª Conferência Nacional e aprovamos um plano de lutas em defesa dos bancos públicos, contra as privatizações, em defesa de democracia e para resistir aos demais ataques do governo Bolsonaro.

Veja aqui as resoluções aprovadas da 23ª Conferência Nacional dos Bancários

PLR

O reajuste de 10,97% incidirá também sobre a Participação nos Lucros e Resultados: sobre as parcelas fixa e adicional e sobre os tetos. A PLR dos bancários é paga em duas etapas: a primeira virá agora, até 30 de setembro (prazo previsto na CCT para que os bancos realizem o crédito). O Sindicato preparou simuladores para você calcular quanto receberá de primeira parcela da PLR, veja os links abaixo.

Utilize o simulador e calcule a PLR Bradesco 2021
Utilize o simulador e calcule a PLR Santander 2021
Utilize o simulador e calcule a PLR Itaú 2021

Já a segunda parcela da PLR virá apenas em 2022, com o fechamento do balanço dos bancos deste ano e a consolidação dos seus lucros. Os bancos têm até 1º de março de 2022 para creditar a parcela final da PLR 2021.

Bancários acumulam 21,94% de ganho real desde 2004

A força e organização nacional da categoria bancária resultaram em aumentos reais consecutivos ao longo dos anos. Desde 2004, o ganho real acumulado nos salários é de 21,94%. Esse percentual é ainda maior nos pisos salariais, onde a categoria acumula ganho real de 43,56%. Isso ocorre porque, em muitos anos, os pisos tiveram reajuste diferenciado, acima do reajuste geral dos salários.

Fonte: SPbancários