Assédio moral e sexual são frequentes no ambiente de trabalho, e os bancos não estão livres destas práticas. Em face desta realidade, a Faculdade 28 de agosto, em parceria com o Sindicato irá oferecer em sua grade o novo curso Assédios & outras relações abusivas: o que são, como evitá-los, como enfrentá-los.

As aulas serão realizada on-line e ao vivo, nos dias 16,18, 23 e 24 de Novembro, sempre das 19h30 às 21h, totalizando seis horas de curso. Haverá certificado para quem cumprir 75% da carga horária. As inscrições poderão ser feitas até o dia 11 de novembro, e a turma será confirmada mediante número mínimo de inscritos.

O valor do investimento é de apenas R$ 100 para associados ao Sindicato, e de R$ 200 para o público em geral. Para mais informações, entre em contato via WhatsApp.

>CLIQUE AQUI e faça agora a sua inscrição

Objetivos do curso

O curso irá proporcionar a compreensão do que é o assédio moral e sexual, particularmente no ambiente de trabalho, qual é o perfil do assediador e de quem o sofre, como se inicia, como fazer para evitá-lo e enfrentá-lo, suas consequências no âmbito jurídico, organizacional e pessoal (psicológico).

As aulas ainda focam na compreensão do que são relacionamentos abusivos, quer seja no âmbito familiar ou social, o perfil de quem os praticam (abusadores) e de quem os sofrem (vítimas), como se iniciam, como fazer para evitá-los e enfrentá-los, suas consequências no âmbito jurídico, pessoal (psicológico).

Aulas virtuais e ao vivo com professor

As aulas serão ministradas pelo professor Maurício Lambiasi. Tendo trabalhado 37 anos no Banco do Brasil, nas áreas de processos, negócios e gestão de pessoas, hoje Lambiasi atua como consultor e professor e é pós-graduado em Administração Geral pela FEA-USP, mestre em Recursos Humanos pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, graduado em Psicologia Clínica pela Universidad Latinoamericana de México e doutorando em Ciencias Empresariales y Sociales pela Universidad de Ciencias Empresariales y Sociales de Buenos Aires.

“O curso parte de uma premissa fundamental, qual seja, tornar os ambientes de trabalho espaços mais humanizados em que o bem estar das pessoas seja respeitado. Os trabalhadores e trabalhadoras das instituições financeiras, sofrem forte pressão para atingir resultados. Contudo, há limites para cobranças. As relações no ambiente das empresas, não podem ser pautadas por humilhações, medo e ameaças, de nenhum tipo, pois todos perdem com isso e poderão gerar problemas indesejáveis. Além disso, haverá um módulo sobre relacionamentos abusivos, algo que extrapola o ambiente profissional e traz aprendizados valiosos para toda a vida.”
Ana Tercia Sanches, professora e pesquisadora da Faculdade 28 de Agosto

Fonte: Sindicato dos Bancários de SP