LUTA BANCÁRIA

Tudo sobre trabalhadores bancários(as), suas batalhas, suas vitórias, em conjunto com a sociedade.

BANCO BRADESCO

Bancários de todo o país protestam contra demissões e fechamento de agências no Bradesco


Bancários de todo o país deflagraram um Dia Nacional de Luta nesta terça-feira 23 contra as milhares de demissões, e fechamento de agências e prédios administrativos promovidos pelo Bradesco em 2021, mesmo diante de um lucro que ultrapassa os R$ 19 bilhões, e quando a sobrecarga de trabalho é uma realidade em muitos locais do banco.

Na base do Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região, as atividades se concentraram na matriz do Bradesco, localizada em Osasco, e em agências do centro de São Paulo.

Dirigentes sindicais distribuíram carta aberta à população ressaltando o alto lucro apresentado pela instituição financeira que, ainda assim, fecha milhares de postos de trabalho, prejudicando também a vida das pessoas.

A atividade teve um caráter lúdico, com Papai Noel e duendes entregando bombons aos bancários com mensagens positivas de desejo para 2021: mais saúde mental, menos desespero, mais respeito, mais saúde.

“Os protestos de hoje foram só os primeiros, e realizados para denunciar essa situação que representa uma afronta aos bancários – que convivem com adoecimento, sobrecarga de trabalho e assédio moral para o cumprimento de metas abusivas –; aos clientes – que pagam tarifas e juros exorbitantes, mas não recebem um serviço condizente por causa do número insuficiente de empregados e de agências –; e à população brasileira – que enfrenta um período de carestia por causa do desemprego, enquanto os bancos lucram dezenas de bilhões sem oferecer nenhuma contrapartida social, incluindo geração de postos de trabalho.”

Karen Souza, dirigente sindical e bancária do Bradesco

O Dia Nacional de Luta também tomou as redes sociais. Às 11h foi realizado um tuitaço com a hashtag #QueVergonhaBradesco, para denunciar na internet a indignação com relação a atitude do banco.

Fechamento de agências

Além da eliminação de postos de trabalho, o banco vem também fechando centenas de agências físicas. Em doze meses encerrados em setembro foram fechadas 765 unidades bancárias e 120 postos de atendimento (PA).

“Não há justificativa para o banco fechar postos de trabalho e agências em plena pandemia, já que as metas e a sobrecarga de trabalho só aumentam, assim como os lucros da instituição financeira. Por isso, o Sindicato seguirá protestando, nas ruas e nas redes sociais, para denunciar à sociedade esta situação, até que o Bradesco interrompa as demissões, volte a contratar e pare de fechar agências, a fim de prestar um serviço decente aos clientes e à população, e também para ajudar a diminuir o desemprego e amenizar a sobrecarga de trabalho e o acúmulo de funções.”

Karen Souza, dirigente sindical e bancária do Bradesco

Fonte: Sindicato dos Bancários de SP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: