A reunião online com os colegas das áreas meio será na próxima terça-feira (28), às 19 h.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), a Associação de Pessoal da Caixa Econômica Federal de São Paulo (APCEF/SP), o Sindicato dos Bancários de São Paulo e o Sindicato dos Bancários de Brasília realizam reunião virtual para debater problemas enfrentados pelos empregados das áreas-meio, na próxima terça-feira (28), às 19h.

A política adotada pela direção da Caixa colocou os empregados das áreas-meio da Caixa em uma situação difícil. Com a devolução de prédios, o número de estações de trabalho disponíveis para os empregados atuarem presencialmente é menor que a quantidade de empregados das áreas.

A alternativa colocada atualmente pela Caixa para estes empregados, que é o teletrabalho, possui diversos problemas, como a ausência de controle de jornada, transferências de custos e responsabilidades da empresa para os empregados e previsão de aumento das metas.

Outro elemento que aumenta os problemas dos empregados destas unidades é o fato de que a aplicação do teletrabalho em função da pandemia está prevista para finalizar no dia 31/12, o que deve aumentar a quantidade de empregados sem posto para trabalhar.

O diretor-presidente da APCEF/SP, Leonardo Quadros, explica que a reunião é para discutir estes problemas com os empregados destas áreas e atualizá-los sobre como estão as discussões sobre teletrabalho com a Caixa. “A reunião deve ser realizada de forma virtual e o link será disponibilizado em breve”, conclui Leonardo.

É um tema que os empregados têm de se apropriar. A pandemia veio para antecipar um debate que era previsto daqui há pelo menos 5 anos e é necessário termos regras claras paro teletrabalho na Caixa no pós-pandemia”, afirmou a coordenadora da CEE/Caixa e secretária da Cultura da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Fabiana Uehara Proscholdt.

Fonte: Contraf-CUT